Imagine se mudar para um novo lar e não levar nada com você. Foi isso o que aconteceu com os moradores desta casa de 380 m², no bairro do Morumbi, em São Paulo. Para deixar o ninho do jeito que o casal de moradores e seus dois filhos sempre sonharam, eles contaram com a ajuda do escritório Drops Arquitetura.

A casa foi construída em 1996, em um projeto executado pelo arquiteto João Marques da Costa Neto. Em 2010, ela passou por uma nova reforma, dessa vez, coordenada pelos arquitetos Lacaz e Broggin. Em 2015, a renovação ficou a cargo do Drops Arquitetura e durou seis meses.

Os moradores buscavam um espaço prático e integrado para facilitar a convivência entre todos os membros da família, inclusive entre os três gatos e os dois cachorros. Como a planta já privilegiava a integração, as arquitetas Juliana Moyses e Mariana Paoli trocaram os revestimentos, móveis e objetos de decoração de cada cômodo. “O grande desafio do projeto foi criar uma casa que refletisse a personalidade dos moradores”, explicam as arquitetas.

A principal transformação aconteceu na área externa. A pérgola de madeira e vidro, que já existia ali, dobrou de tamanho. Elas instalaram um deque de cumaru, que contrasta com o piso de pedra que estava no local. O espaço se transformou em um ambiente amplo, com dois lounges. Lá também está a área gourmet comchurrasqueira, cooktop, cervejeira e frigobar com uma ilha com lugares para sentar.

SALA DE ESTAR: As arquitetas planejaram um contraste de cores claras e escuras. O efeito se intensifica com os caixilhos pintados de preto fosco e o mármore nero, da Pedras Karina, que reveste a lareira. Tapete, da Phenicia Concept. Mesa de centro Aiso, de espelho e aço escovado, da Micasa.

ESCRITÓRIO: Cadeira rosa Slow Chair, criação dos Irmãos Bourollec, na Micasa. Bancada, armário e prateleiras de freijó. Abajur branco de cerâmica de Jonathan Adler.
SALA DE JANTAR: Mesa ebanizada Splay, da Micasa. Cadeiras amarelas Anna, nas laterais, de Jader Almeida na Micasa. Tapete da Rugrev. Pendente Dear Ingo design Ron Gilad, na Moooi.

COZINHA: Mesa de fórmica da Kitchens. Cadeiras Hal Chair Tube, de Jasper Morrison na Micasa. Pendente, da Reka. A bancada da pia, de granito preto absoluto, é da Pedras Karina. Os armários, com acabamento Linho, são da Kitchens.

QUARTO DO CASAL: Papel de parede Chevron, de palha, da Celina Dias. Cabeceira de freijó lavado e linho, executada pela REM Marcenaria e Cida Martins. Luminária de metal nude fosco, da Futura Light.

QUARTO: Inspirado em um loft nova-iorquino, o ambiente tem tijolo inglês e cimento queimado nas paredes, além dos detalhes amarelos. Bancada, criado-mudo e prateleira laqueados, feitos pela REM Marcenaria. Cadeira Aeron, da Hermann Miller. Quadros da Urban Arts.

QUARTO: Papel de parede da Celina Dias. Estrutura lateral da cama executada pela tapeceira Cida Martins com tecidos da Entreposto. Móvel executado pela REM Marcenaria. Luminária da Futura Iluminação. Quadros da Urban Arts.

VARANDA: Na área gourmet, mesa Caetano de jequitibá e silestone, da Carbono Design. Cadeiras IC, de plástico preto, de Indio da Costa, na Dpot. Cadeiras Tajá verdes, de Sérgio Rodrigues, também na Dpot. Sofá, da Amazonia Móveis.

SALA DOS FUNDOS: Mesa Bailarina e cadeiras Annita, de jequitibá, da Carbono Design. Pendente de metal vermelho, da Futura Light. O sofá de lona de caminhão, da JRJ, foi desenhado pelo escritório e executado pela tapeceira Cida Martins. O armário abaixo da TV é de pínus, da REM Marcenaria.

Créditos: Revista Casa e Jardim