É fato que a palavra câncer amedronta muita gente. Em virtude disso, muitas inverdades e ideias equivocadas a respeito da doença se disseminam, e, frequentemente, a população ainda associa o câncer à uma sentença de morte.

Com intuito de desmistificar essas crenças e quebrar preconceitos em torno da doença, seguem informações relevantes dadas pela oncologista Dra. Elisa Porto, do Cettro, Centro de Câncer:

Desodorante/ anti transpirante causam Câncer de Mama?

Mito– Não existem estudos que demonstrem relação de causa e efeito entre esses produtos e câncer de mama. Eles podem causa obstrução de glândulas sudoríparas, mas isso não afeta a mama.

A realização de mamografia é arriscada, pois a radiação envolvida no exame aumenta o risco de câncer de mama?

Mito– A mamografia utiliza raios x para formar a imagem da mama. O risco associado à exposição à radiação é mínimo, principalmente quando comparado com o benefício obtido.

Falar por tempo prolongado no celular aumento o risco de câncer?

Mito – Não há nenhuma comprovação científica de que radiação de celulares, micro-ondas e aviões possam causar câncer. Até o momento, os estudos feitos para determinar a relação desses tipos de radiação com o aparecimento de câncer não mostraram nenhuma evidência de que isso ocorra. Mas o assunto permanece sem aberto, e mais pesquisas são necessárias para se chegar a uma conclusão.

Exposição a forno de micro-ondas pode provocar câncer?

Mitos– A radiação do micro-ondas tem apenas a propriedade de cozinhar e/ou aquecer os alimentos, não alterando a estrutura química ou molecular do alimento. Assim, o consumo de alimentos aquecidos no micro-ondas não aumenta o risco de câncer. O forno de micro-ondas emite uma forma de radiação não ionizante classificada como possivelmente cancerígena para seres humanos, mas a estrutura do forno está preparada para que a radiação não extravase para o ambiente externo. É importante seguir as instruções de utilização dos aparelhos, pois podem trazer riscos se estiverem danificados, principalmente as vedações de portas antigas ou defeituosas – causas mais comuns de vazamento desse tipo de radiação. Outras formas são acúmulo de sujeira, abuso mecânico ou simplesmente o desgaste do uso contínuo.

Aquecer alimentos ou adicioná-los quentes a recipientes plásticos pode aumentar o risco de câncer?

Verdade – O aquecimento de recipientes plásticos contendo alimentos pode liberar substâncias nocivas com potencial de causar câncer. Visto que não há como ter segurança quanto à presença ou não dessas substâncias nos recipientes utilizados, o recomendável é nunca aquecer alimentos em recipientes plásticos, inclusive mamadeiras. O melhor é transferir a comida para vasilhas de vidro temperado ou de porcelana que suportem calor.

O câncer é hereditário?

Mito – Aproximadamente 90% dos cânceres ocorrem “ao acaso”, ou seja, pelo acúmulo de danos celulares causado por diversos fatores externos: tabagismo, consumo de álcool, obesidade, sedentarismo, dentre outros. Os restantes 10%, são, de fato, de cunho hereditário, isto é, uma mutação genética é passada de pai para filho, através das gerações.

Atividade física e alimentação balanceada reduzem o risco de câncer

Verdade – Atividade física regular, que corresponde a pelo menos 30 minutos ao dia, 5 vezes por semana, associada a dieta rica em frutas, legumes e cereais e pobre em gorduras reduz o risco de câncer em 30%.

O câncer é contagioso?

Mito – O câncer não é transmitido de uma pessoa para outra, como acontece, por exemplo, com um resfriado, em que vírus são propagados através de gotículas de saliva. No entanto, alguns vírus que estão relacionados ao desenvolvimento de alguns tipos de câncer, podem sim, ser transmitidos através de contato sexual, como o vírus HPV que causa câncer do colo do útero, tumores ano-genitais e de orofaringe. Ou, como acontece com os vírus da hepatite B ou C, implicados no surgimento de hepatocarcinoma, que podem ser transmitidos através de transfusões sanguíneas ou compartilhamento de seringas.

Todo nódulo palpável é câncer?

Mito – Não, podem existir nódulos benignos e malignos em diversas áreas do corpo. A simples existência de um nódulo não é determinante de malignidade. Um profissional de saúde deve examinar a lesão e, a depender do seu julgamento, indicar ou não uma biópsia, que é a retirada de um fragmento da lesão para definição diagnóstica.

Se eu faço o autoexame das mamas mensalmente, não preciso fazer mamografia?

Mito – A mamografia é capaz de diagnosticar o câncer de mama em uma fase muito inicial, quando o tumor mede menos de 1,0 cm. O autoexame das mamas não é tão eficaz nesse estágio precoce da doença, ele é capaz de detectar lesões maiores, correspondendo a um estágio mais avançado da doença.

Amamentar protege contra o câncer de mama?

Verdade – Quando o bebê mama, as células mamárias produzem leite e se multiplicam menos, o que reduz o risco de contrair a doença.

Um câncer pode ser causado por uma pancada ou um trauma em determinada região?

Mito – O que geralmente acontece é que a batida naquele local pode chamar a atenção do indivíduo para uma alteração preexistente, como um nódulo.

A destruição da camada de ozônio aumento o risco de desenvolver câncer de pele?

Verdade – Com a destruição da cama de ozônio, a probabilidade de aparecimento de lesões pré-malignas e malignas aumenta.

Pessoas afro descendentes não precisam se preocupar com câncer de pele?

Mito – Qualquer pessoa pode ter câncer de pele, no entanto, aquelas com maior concentração de melanina na pele, apresentam menor incidência da doença. Embora seja mais raro nessa população, pode aparecer principalmente na palma das mãos ou na planta dos pés. Por isso, todos devem se proteger do sol, usando chapéus e filtro solar.

O cigarro causa somente câncer de pulmão?

Mito – Fumar está relacionado ao surgimento, além do câncer de pulmão, de laringe, faringe, cavidade oral, esôfago, bexiga, pâncreas, útero e estômago.

Cachimbos e charutos causam menos câncer de pulmão que cigarro comum?

Mito – Entre as mais de 5.000 substâncias presentes no tabaco e na sua fumaça, em torno de 60 são comprovadamente cancerígenas. Como há mais fumantes de cigarros do que de cachimbos e charutos, a ocorrência de câncer pelo consumo de cigarro é maior, mas cachimbos e charutos são igualmente perigosos.

Existem alimentos milagrosos que podem curar o câncer?

Mito – Não podemos atribuir a nenhum alimento específico poder de cura. A alimentação saudável deve ser variada e composta por diferentes tipos de alimentos protetores, como frutas, legumes, verduras, leguminosas, cereais integrais e oleaginosas. Existem evidências claras que uma alimentação saudável auxilia na prevenção e no tratamento do câncer. A recomendação é consumir, no mínimo, cinco porções por dia de vegetais, sendo duas porções de frutas e três porções de legumes.

O câncer tem cura?

Verdade – Cada paciente responde de maneira particular às diversas terapias oferecidas. Mas o câncer tem altas chances de cura se diagnosticado precocemente e tratado adequadamente.

Fonte: Divulgação